Você na Cidade

x

x

Começou a vacinação contra a gripe! Confira o calendário

Confira as principais notícias desta segunda-feira, 12 de abril:

 

Vacinação contra a Gripe: Atenção!

A Secretaria de Saúde divulgou o esquema de vacinação contra a gripe em Juiz de Fora. Confira o calendário:

 

Entre os dias 12 de abril a 4 de maio:

Crianças menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias anos): vacinação do Departamento da Saúde da Mulher, Criança e Adolescente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Nas UBSs, o atendimento será das 8h às 16h.

 

Gestantes e puérperas: vacinação do Departamento da Saúde da Mulher, Criança e Adolescente, de segunda a sexta das 8h às 15h. Nas UBSs, o atendimento será das 8h às 16h.

 

Trabalhadores da Saúde que atuam na linha de frente da assistência à saúde contra doenças respiratórias: em seus locais de trabalho, e nas UBSs o atendimento será das 8h às 16h.

 

Na segunda etapa, entre os dias 11 de maio a 8 de junho:

Idosos com mais de 60 anos e professores da rede pública e privada: vacinação nas UBSs das 8h às 16h.

 

Na terceira e última etapa, entre os dias 9 de junho a 9 de julho:

Pessoas com comorbidades (com indicação médica), caminhoneiros, Forças Armadas e de Segurança e Salvamento: vacinação nas UBSs das 8h às 16h.

 

Lembrando: Os pais devem levar o cartão de vacina das crianças a serem imunizadas. A vacinação contra a Influenza possibilita a prevenção e o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

 

Vacinação contra Covid-19 será focada na 2ª dose

Quase 7 mil juiz-foranos ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Por conta disso, nesta semana a campanha de vacinação vai focar na aplicação da segunda dose em idosos de 65 anos ou mais, de acordo com as datas indicadas nos cartões de vacinação.

 

A orientação é de que as pessoas que já receberam a primeira dose observem a data nos cartões e procurem uma unidade de saúde para receber a segunda.

 

Lembrando que a imunização só é completa depois da aplicação das duas doses da vacina.

 

Os idosos com mais de 65 anos e que não tomaram a primeira dose ainda podem procurar as 45 UBSs e o ginásio do Sport Club Juiz de Fora para receberem o imunizante.

 

Pobreza piorou com pandemia

Mais de 14 mil famílias vive em situação de pobreza extrema em Juiz de Fora. São 39 mil pessoas que sobrevivem com uma renda de até R$ 89 por mês.

 

Os dados do CadÚnico mostram que entre janeiro e novembro de 2020, 1.124 famílias passaram a viver nessa situação na cidade. Um aumento de 8,7% em relação a períodos anteriores.

 

O crescimento também pode estar ligado a pandemia da Covid-19. De acordo com a Prefeitura, o Centro de Referência de Assistência Social fornece cestas básicas às famílias necessitadas.

 

Além disso, o Executivo informou que ações emergenciais estão sendo intensificadas para assistir as famílias e combater a fome.

 

Mudança no Sisu e nova data de inscrição

O cálculo das notas de corte usadas para as inscrições do SISU vai mudar. De acordo com o Ministério da Educação, vai ser retomado o formato que era usado até 2019.

 

Com a mudança, a nota do aluno que estiver pré-classificado para a primeira opção de curso não vai ser mais contabilizada na nota de corte da segunda opção. Nas duas edições do Sisu em 2020, a nota foi contada nos dois cálculos ao mesmo tempo.

 

E as inscrições para o SISU foram prorrogadas e terminam no dia 14 de abril. Os resultados devem ser divulgados na sexta-feira, 16, sendo que as matrículas devem ser feitas entre os dias 19 e 23 de abril, e a lista de espera funciona de 16 a 23 de abril.

 

Fica de olho no site do Sisu!

 

Receita Federal prorroga prazo de Declaração do IR 2021

O prazo para entregar a Declaração do Imposto de Renda foi alterado. Agora, a nova data passa a ser 31 de maio de 2021.

 

Segundo a Receita Federal, a extensão do prazo de entrega aconteceu para suavizar as dificuldades impostas pela pandemia do Coronavírus.

 

Entre os critérios, deve declarar o imposto quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020.

 

Quem atrasar a entrega vai ter de pagar multa, com valor mínimo de R$ 165,74, podendo chegar a 20% do imposto devido.