News

x

x

2ª dose de Astrazeneca liberada para quem deveria receber a vacina até 02/10

Confira o calendário de vacinação contra Covid-19 desta quinta-feira, dia 14 de outubro:

 

Todas as pessoas com 12 anos ou mais
Pam Marechal, das 12h30 às 18h; em 36 UBSs de 8h às 11h; nas 10 UBSs referência, das 8h às 12h; e DSI, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

 

Vacinação de reforço para idosos com 60 anos ou mais que receberam a segunda dose em 15 de abril ou antes
Departamento de Saúde do Idoso (DSI), das 8h às 11h e das 13h às 16h; nas 10 UBSs referência, das 8h às 12h; em 36 UBSs, das 8h às 11h; e Pam Marechal, das 12h30 às 18h.

 

Vacinação de reforço para trabalhadores da saúde com 58 anos ou mais que receberam a segunda dose há pelo menos seis meses
Departamento de Saúde do Idoso (DSI), das 8h às 11h e das 13h às 16h; nas 10 UBSs referência, das 8h às 12h; em 36 UBSs, das 8h às 11h; e Pam Marechal, das 12h30 às 18h.

 

Vacinação de reforço para imunossuprimidos que receberam a segunda dose há pelo menos 28 dias
Pam Marechal, das 12h30 às 18h; nas 10 UBSs referência; das 8h às 12h; e no DSI, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

 

Segundas doses de AstraZeneca para pessoas que deveriam receber a vacina até o dia 2 de outubro
Pam Marechal, das 12h30 às 18h; nas 10 UBSs referência, das 8h às 12h; em outras 36 UBSs, das 8h às 11h; e no DSI, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

 

Segundas doses de Coronavac para pessoas com retorno no cartão no dia 14 de outubro ou data anterior
Pam Marechal, das 12h30 às 18h; e nas 10 UBSs referência, das 8h às 12h, em outras 36 UBSs, das 8h às 11h; e no DSI, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

 

Segundas doses de Pfizer para todos que receberam a primeira dose até o dia 19 de agosto
Pam Marechal, das 12h30 às 18h; 36 UBSs de 8h às 11h; nas 10 UBSs referência, das 8h às 12h; e no DSI, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

 

Endereços dos locais de vacinação

 

Departamento de Saúde do Idoso (DSI) – 8h às 11h e das 13h às 16h
Rua Batista de Oliveira, 943, Granbery

 

Pam Marechal – 12h30 às 18h
R. Mal. Deodoro, 496, Centro

 

10 UBSs referência que vacinam de 8h às 12h às quintas-feiras
UBS Bairro Nossa Senhora de Lourdes, Rua Inácio Gama, 813;
UBS Bandeirantes, Rua Laurindo Nocelli, nº 100
UBS Benfica, Rua Guararapes, 106;
UBS Milho Branco, Rua Nicolau Schuery, s/nº
UBS Nossa Senhora Aparecida, Rua Nossa Senhora Aparecida, 775;
UBS Santa Cecília, Rua Gabriel Rodrigues, nº 900
UBS Santa Luzia, Rua Torreões, s/nº
UBS São Pedro, Rua João Lourenço Kelmer, 1.433;
UBS Progresso, Rua Jorge Knopp, nº 119
UBS Vila Ideal, Avenida Francisco Valadares, 1.910

 

36 UBSs que vacinam de 8h às 11h:
– UBS Alto Grajaú, Rua Doutor Leonel Jaguaribe, 178;
– UBS Bairro Industrial, Rua João Gualberto,110;
– UBS Barreira do Triunfo, Avenida Juscelino Kubitscheck, s/nº;
– UBS Borboleta, Rua Tenente Paulo Maria Delage, 229;
– UBS Centro Sul, Av. Barão do Rio Branco, 3132, Centro;
– UBS Cidade do Sol, Rua Gustavo Capanema, 70;
– UBS Dom Bosco, Rua João Manata, 93;
– UBS Esplanada, Rua Bias Fortes, 74;
– UBS Filgueiras, Rua Orlando Riani, 2.200;
– UBS Furtado de Menezes, Rua Furtado de Menezes, 19 À;
– UBS Grama, Praça Áureo Carneiro s/n;
– UBS Granjas Bethânia, Rua Nove de Julho, 294;
– UBS Ipiranga, Rua Etiene Loures, 85;
– UBS Jardim da Lua, Rua Natalino José de Paula, 314;
– UBS Jardim Esperança, Rua Padre João Micheleto, 35;
– UBS Jardim Natal, Rua Tenente Lucas Drumond, 370;
– UBS Joquei Clube I, Rua Antonio Armando Pereira, 140;
– UBS Joquei Clube II, Rua Antonio Guimarães Peralva, 130;
– UBS Linhares, Rua Ministro Odilon Braga, s/nº;
– UBS Marumbi, Rua Barão do Retiro, 1.462;
– UBS Monte Castelo, Rua Doutor Oswaldo Mascarenhas, s/nº;
– UBS Nossa Senhora das Graças, Rua Queluz 72;
– UBS Nova Era, Rua Guimarães Junior, 850;
– UBS Parque Guarani, Rua Sofia Rafael Zacarias, 685;
– UBS Retiro, Rua Sebastião Cardoso, 41;
– UBS Santa Cruz, Rua Doutor Antonio Mourão Guimarães, 245;
– UBS Santa Efigênia, Rua José Ferreira, 13;
– UBS Santa Rita, Rua José Vicente, 390;
– UBS Santo Antônio, Rua Pedro Trogo, 285;
– UBS Santos Dumont; Rua Alvaro José Rodrigues, 25;
– UBS São Judas Tadeu; Rua Ernesto Pancini, 446;
– UBS São Sebastião; Rua Jorge Raimundo, 209;
– UBS Teixeiras; Rua Custódio Furtado de Souza, 131;
– UBS Vale Verde; Rua Marciano Pinto, 685;
– UBS Vila Esperança; Rua Nova, 30;
– UBS Vila Ideal; Avenida Francisco Valadares, 1910;
– UBS Vila Olavo Costa; Rua Jacinto Marcelino, 16.

 

Documentação necessária

A Secretaria de Saúde pede para as pessoas que vão receber a primeira dose apresentarem originais e cópias de documento de identificação com foto – como documento de identidade (RG) ou carteira de motorista, e o CPF, caso o número do mesmo não conste na identidade, além do comprovante de residência, que ficará retido no local de vacinação. Caso o comprovante de residência não esteja no nome de quem vai ser vacinado, é necessário apresentar cópia do comprovante, do documento de identidade da pessoa que tem o nome no comprovante de residência e, ainda, a declaração. Também reforçamos a necessidade de levar o formulário impresso, cujo modelo está disponível no site da PJF.

 

As demais pessoas que vão receber a D2 ou os idosos que vão receber a dose de reforço precisam apresentar apenas o cartão de vacina e um documento de identificação com foto, enquanto os imunossuprimidos, além destes documentos, para receber a dose de reforço devem apresentar um laudo ou atestado médico datado de, no máximo, 12 meses, comprovando a condição. Este público pode receber a dose de reforço a partir de 28 dias após a segunda dose.

 

Os trabalhadores de saúde de 58 anos ou mais para receber a dose de reforço devem apresentar um documento (não é necessário levar cópia) da carteira de registro do Conselho de Classe e também um documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com serviço de saúde ou apresentação de declaração emitida pelo serviço de saúde. Como forma de obter a informação na sua totalidade, lembramos da importância da atualização regular do CNES, que possui entre as finalidades cadastrar e atualizar as informações sobre profissionais. Manter os dados no CNES atualizados é de responsabilidade do estabelecimento de saúde e do profissional. Ressaltamos que a veracidade e autenticidade das informações apresentadas para o recebimento da dose de reforço é de inteira responsabilidade do trabalhador, sob as penas do art. 299 do Código Penal Brasileiro.

 

A vacinação será realizada de acordo com a disponibilidades de doses no município e em todos os locais de vacinação. Os profissionais autônomos devem estar em atividade presencial comprovada por declaração própria. Para os cuidadores de idosos, a comprovação é via registro em MEI ou carteira de trabalho assinada para esta função.