Tag Cidade

x

x

Grupo Libertempo promove campanha de doação de sangue em Juiz de Fora

Começou nesta segunda-feira (06) a campanha de doação de sangue do Grupo Libertempo, que engloba as empresas Rádio Cidade, Alô! FM, FM 107 Três Rios, Jovem Pan Três Rios, Ombrelo e Carambolaz. Em parceria com o Hemominas de Juiz de Fora, todos os funcionários do grupo foram convidados a participar do projeto, que busca promover a solidariedade e aumentar os estoques de sangue na cidade.

 

A iniciativa será realizada até o próximo sábado (11). Além dos funcionários, a população também pode participar. Basta agendar a doação no Hemoninas de Juiz de Fora e doar em nome do Grupo Libertempo. No final da ação, vamos contabilizar quantas pessoas doaram em nome da empresa.

 

Nesta segunda, recebemos a Rosani Martins da equipe de captação de sangue do Hemominas. Ela explicou o trabalho desenvolvido pelo hemocentro e tirou algumas dúvidas do funcionários.

 

Rosani explicou ainda que a doação é fácil e segura. O gesto representa um novo dia para muitas pessoas que precisam da transfusão para viver. É simples e faz bem para você, porque é muito gratificante poder ajudar alguém.

 

 

Mariana Marcial, gerente de marketing do Grupo Libertempo, comenta que as empresas se sentem parte da sociedade, tanto em Juiz de Fora quanto em Três Rios (RJ). “Sentimos que nosso papel vai além do entretenimento. Nosso papel é o de informar e o de abraçar causas importantes para a sociedade. Já é o segundo ano que realizamos a campanha de doação de sangue com conscientização dos nossos funcionários e públicos ouvintes e leitores. Com essa campanha conseguimos levar informação sobre o assunto a várias pessoas, ajudamos tantas outras com as doações que são realizadas e, ainda, enchemos nosso coração de amor, já que é uma causa super nobre e necessária”.

 

Rafael Paschoa, trabalha no Grupo Libertempo em Três Rios. Devido a distância, alguns colaboradores foram convidados a gravar depoimentos contado um pouco de suas experiências como doadores de sangue.

 

Confira o depoimento de Rafael Paschoa:

 

 

 

Para doar é necessário:

 

– Ter e estar com boa saúde;

– Ter entre 16 e 69 anos de idade. Jovens de 16 e 17 anos somente poderão doar se acompanhados do responsável legal ou portando autorização formal (escrita) deste. Pessoas com mais de 61 anos só podem doar se tiverem realizado pelo menos uma doação até 60 anos;

– Pesar mais de 50 kg;

– Dormir bem na noite anterior

– Alimentar-se antes, se for doar pela manhã. À tarde, dê um intervalo de 3 horas após o almoço.

– Não doar em jejum;

– A menstruação e o uso de anticoncepcionais não impedem a doação;

 

Não é permitido doar quem:

 

– Teve hepatite após os 11 anos de idade;

– Apresentar comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis;

– Teve gripe, resfriado ou diarreia nos últimos 7 dias;

– Ingerir bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

– Usa drogas;

– Apresenta ferimentos ainda não cicatrizados;

– Está gravida ou em período de amamentação – Após o parto normal, é necessário aguardar 3 meses. No caso de cesariana, 6 meses;

– Fez procedimentos endoscópicos nos últimos 6 meses;

– Fez tatuagem ou maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;

– Fez ou faz tratamento dentários – A doação pode ser impedida pelo período de 1 a 30 dias, conforme o caso.

 

Documentos obrigatórios para a doação:

 

O voluntário deve apresentar documento obrigatório de identidade com foto, emitido por órgão oficial, como Carteira de Identidade, Habilitação, Carteira de Trabalho, Conselho de Classe ou Certificado de Reservista.

 

 

 

Intervalo entre doações:

 

O prazo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres . Para doadores com idade entre 60 e 69 anos, o intervalo é de 6 meses.

 

Para onde vai o sangue doado?

 

Depois de doado, o sangue é dividido em vários componentes e, após passar por rigorosos testes de triagem, é destinado aos inúmeros pacientes que necessitam de transfusões. Com uma doação de sangue, é possível salvar a vida de várias pessoas.

 

Algumas dúvidas comuns:

 

– Doar não “afina” nem “engrossa” o sangue;

– Não emagrece nem engorda;

– O volume de sangue colhido não faz falta ao doador, pois o organismo se encarrega rapidamente da reposição;

 

Falaê

Por: Isabela Martinelli

Olá, sou de Juiz de Fora, mas atualmente moro em Guaru...

Por: Alan Pitzer Ribeiro

manda um oi para o pessoal de são jose do vale do rio ...

Por: Claudia

Fala galera, hoje é niver de 25 anos do meu filhao,Cai...

Por: Ezequiel

BOM DIA GALERA DA MELHOR RADIO DE JF.RADIO CIDADE 100.1...